O que deve ter em conta na escolha de um contabilista?

Foto de benzoix no Freepik

O mundo da contabilidade e finanças pode ser confuso para muitos, sendo porventura sinónimo de um grande stress e, por isso, muitos empresários dependem dos seus contabilistas para os ajudar a navegar estas responsabilidades. Isto, quando são bons e trabalham com o devido rigor, porque quando um negócio depende de um mau contabilista para cuidar das contas, há um grande stress acrescido, na melhor das hipóteses.

Para nos explicar a importância de um bom contabilista para o sucesso de um negócio falámos com Rita Maria Nunes, Country Manager da The Alternative Board (TAB) em Portugal.

A TAB é uma rede mundial de mais de 25 mil empresários, que fornece conselhos e serviços de coaching a empresários. Entre os principais conselhos para quem está a começar o seu negócio está a escolha do contabilista. Para Rita Maria Nunes ele é dos parceiros mais importantes para os empresários.

“Um bom contabilista é fundamental para qualquer negócio, porque mais do que um responsável por ver os papéis e entregar declarações, um contabilista é um conselheiro, é alguém que encontra soluções e que conhece a nossa empresa (quase) tão bem quanto nós.” Comenta Rita Maria Nunes. “São o nosso guia para compreender tudo aquilo que precisamos de saber sobre as nossas contas, onde investir, que oportunidades aproveitar e sobretudo a não cometer erros que podem custar bastante.”

Se um contabilista começa a trazer mais prejuízo do que benefícios, é altura de mudar e procurar alguém que vai ajudar a levar o negócio mais além. Neste artigo a TAB Portugal partilha cinco coisas fundamentais a procurar num bom contabilista:

1 | Transparência

No que toca à contabilidade de uma empresa, é fundamental haver perfeita clareza sobre o que se passa e o estado em que estão as coisas. Um contabilista deve ser alguém sempre disponível para esclarecer dúvidas, questões e curiosidades que possam surgir, que apresente relatórios trimestrais do estado das contas da empresa e que não tenha reservas em comunicar o que há de errado. 

2 | Proatividade

Mais do que um emissor de guias para pagamento e entregador de declarações, um bom contabilista procura proactivamente oportunidades para os seus clientes. Sejam novos investimentos, apoios, subsídios ou novas formas de capitalizar os ativos da sua empresa, um bom contabilista deve estar atento e ter o foco em fazer crescer.

Foto de mindandi no Freepik

3 | Envolvimento

Um bom contabilista está envolvido na empresa, conhece os seus planos, objetivos e metas a alcançar. Deve procurar estar envolvido no planeamento anual e, em conjunto com o empresário, perceber qual o melhor caminho financeiro para lá chegar.

4 | Antecipação

Sabe quanto dinheiro vai ter no final do ano com a sua presente estrutura de custos? O seu contabilista deveria saber e dizer-lhe quando e como mudar, se o caminho que está a ser percorrido não for o certo. As previsões anuais são uma ferramenta fundamental para o empresário perceber o rumo da empresa.

5 | Evolução

Há alturas em que um contabilista também tem de se adaptar ao cliente. Os negócios estão em constante mudança e, por isso, as necessidades do empresário vão mudando também. É importante que o contabilista consiga acompanhar a esta evolução e oferecer soluções que se adequem às necessidades nas diferentes fases da evolução do empresário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

6 + eight =