Portugueses ganham menos do que há 10 anos

Foto de Markus Spiske no Unsplash

Os portugueses estão a ganhar menos do que há 10 anos, segundo um estudo da plataforma Fixando, especializada na contratação de serviços de profissionais liberais. O estudo realizado em abril, junto de 16.280 utilizadores da plataforma, revela que 53% dos inquiridos auferiam, em média, mais 115 euros mensais em 2011.

Mesmo aqueles que recebem mais que o salário mínimo atual de €665, afirmam que hoje encontram mais dificuldade em gerir as finanças, verificando-se que 69% da amostra considera absolutamente injusto o ordenado que recebe, tendo em conta as funções que desempenha, enquanto 46% adianta que se encontra numa péssima situação laboral.

Ainda assim, – e refletindo sobre os últimos dez anos – ficou-se a saber que 34% nunca mudou de emprego, 25% mudou por ambicionar ganhar mais, 15% por ter sido despedido e 12% devido a falência do empregador.

No que diz respeito à perceção da situação laboral em Portugal, 61% atribui uma avaliação extremamente negativa, sendo que 69% considera os atuais salários em Portugal muito injustos.

Segundo os resultados obtidos pela Fixando, os inquiridos depositam ainda assim alguma esperança no futuro, com 52% a acreditar que no espaço de 2 anos a sua situação laboral será muito melhor do que a atual, mas sem expetativas de aumentos superiores a 10%.

Devido a este cenário pouco favorável, 57% considerou trabalhar no estrangeiro, o que, caso se viesse a verificar, elevaria sobremaneira a taxa de emigração por razões laborais/salariais, a exemplo do que já aconteceu com o abandono do país por parte de quase toda uma geração – os millennials.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

17 + 9 =