Qual é o seu “valor acrescentado”?

Avalie qual é o seu valor acrescentado
Imagem de Alexas_Fotos por Pixabay

O mercado de trabalho muda a um ritmo avassalador e com ele surgem novas oportunidades, que vão ao encontro dos profissionais e empreendedores que melhor estiverem preparados para as receber. 

Não será alheio a isto, o facto de cada vez mais o investimento no desenvolvimento pessoal e profissional ser um tema tão presente no quotidiano das empresas que apostam cada vez mais em ferramentas complementares de produtividade, para se manterem na rota da competitividade e prosperidade. E, se as empresas fazem isto, que dizer dos seus colaboradores? 

Costumo dizer que cada um de nós é um “imposto” e que, ao contrário da definição normal que temos sobre este termo aplicado em matéria fiscal, o “imposto” que cada um de nós representa está intrinsecamente ligado à nossa capacidade de investimento na melhoria contínua das nossas capacidades. 

Investir em nós e no conhecimento colocado ao nosso dispor, é a maneira mais eficiente e com qualidade que conheço, capaz de nos potenciar enquanto empresários e empreendedores, aportando uma mais-valia para o mercado por via de um enriquecimento intelectual, que fará sempre a diferença em toda e qualquer circunstância. 

Daí que sejamos todos I.V.A – Indivíduos com Valor Acrescentado, porque todos os que investem na sua formação e crescimento pessoal e profissional, de forma constante e coerente, vão certamente acrescentar valor à organização onde desenvolvem o seu trabalho, e – se for o caso – contribuir para fazer crescer o negócio com alicerces mais sólidos baseado em conhecimento real adquirido, o que vai permitir possuir uma outra perspetiva do rumo a tomar.

Por isso, da próxima vez que ouvir o termo IVA, saiba que estão a falar de si, pois o valor acrescentado de cada um de nós é o que vai, afinal, fazer a diferença nas empresas e na sociedade. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

twenty − 19 =