Sobrevivência do Empreendedor – 10 Armas secretas para liquidar o desânimo

No entanto, confesso que há dias, quando alguma coisa corre mal, quando as horas de trabalho já vão demasiado longas e a energia começa a esgotar-se, em que me lembro desses conselhos. Sei que tal como eu, muitos empreendedores têm momentos de puro desânimo, nos quais que se perguntam se escolheram o caminho certo ou se terá chegado o momento de voltar a um ’emprego normal’, com uma rotina, um salário e um ‘chefe’ a acompanhar.

Para conseguir resistir e ultrapassar estes momentos de dificuldade, é bom recorrer a algumas armas secretas. Com o passar do tempo, cada um aprende a adotar as suas. Se ainda não construiu o seu arsenal, trate disso agora mesmo.

1. Faça uma pausanAntes de se deixar dominar pelo stress, pare. Ponha de lado a responsabilidade e passe uma meia-hora a fazer algo de que goste e, de preferência, que liberte endorfinas, tal como ouvir música, dar um passeio, correr ou dançar. Quando voltar ao trabalho, tudo lhe vai parecer um pouco mais fácil.

2. Tenha uma boa conversanQuando se expõe o problema em voz alta, tudo fica mais claro. Procure rodear-se das pessoas que o apoiam e estimulam, fale um pouco do que o preocupa e certamente vai sentir-se melhor. Talvez a conversa não adiante nada, mas sabe sempre bem receber um pouco de atenção e desabafar.

3. Acalme a mentenSe sente que ‘a sua cabeça não para’, lembre-se que há métodos simples para desacelerar. Quer seja adeto da meditação, e goste de passar alguns minutos em recolhimento, quer prefira dedicar-se a uma ocupação que o acalme (os livros de pintura para adultos estão na moda!), o importante é relaxar.

4. Reveja as prioridadesnUm momento de desespero surge quando sentimos que estamos a perder o controlo. Para recuperá-lo, nada como sentar-se e rever os seus objetivos e prioridades. Se não está a conseguir realizar tudo o que planeou, reformule o plano tendo em conta uma perspetiva mais realista do tempo e recursos de que dispõe.

5. Concentre-se no que conseguiu fazer nEm vez de se focar no que não está a conseguir fazer, faça uma lista do que concretizou durante o último dia ou a última semana. O melhor é manter atualizada uma lista de objetivos e tarefas e ir riscando tudo o que cumpre. A autoconfiança constrói-se dia a dia, a partir das pequenas vitórias.

6. Pare de se culpar. Ninguém é perfeito!nChegou atrasado, pôs uma nódoa na camisa antes da reunião, o seu pitch ficou ‘coxo’, mandou um e-mail para a pessoa errada, postou um erro ortográfico no facebook? Paciência. Há que aceitar que às vezes há azares que acontecem e continuar a trabalhar. Dê a si próprio o direito de, de vez em quando, se enganar.

7. Tente outra vez. E outra, e outra, e outra…nA repetição é uma arma infalível para vencer a insegurança. Só nos sentimos realmente confiantes a fazer alguma coisa depois de a fazermos muitas vezes e cada vez melhor. Se não conseguiu desta vez, pratique. Tantas vezes quantas for necessário.

8. Diga a si próprio que é capaznQuando está sozinho, o que diz a si mesmo? Mesmo que não queira admitir que fala sozinho, pense nisto: o que lhe vem à cabeça quando olha ao espelho? Substituir os pensamentos negativos por pequenas frases de encorajamento pode ajudar a aumentar a autoconfiança.

9. Releia a sua carta de motivaçãonPode parecer um pouco estranho, mas alguns especialistas em autoconfiança recomendam que escreva a si próprio uma carta enfatizando os seus pontos fortes. Assim, poderá recorrer a essa carta sempre que sentir que se sentir mais inseguro.

10. Recorra ao seu ficheiro de frases, posts ou vídeos inspiradores.nA internet está cheia de excelentes fontes de inspiração e motivação. Habitue-se a recolher bom material deste tipo sempre que o vir online e a guardá-lo numa pasta especial à qual possa recorrer sempre que precisar de dar ‘um pontapé’ no desânimo.

Para começar, veja este video:n

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

9 − 5 =