Startup portuguesa lança serviço de “gorjetas digitais”

Startup portuguesa permite a clientes da restauração e hotelaria darem “gorjetas digitais” sem fazer download de qualquer aplicação.

Agora que quase todos os restaurantes e hotéis passaram os pagamentos para a modalidade digital e contactless, a clássica gorjeta, como forma de gratificação pela qualidade do serviço prestado, tem caído em desuso até porque, através dessas formas de pagamento, os clientes acabam também por não utilizar dinheiro físico. Para contrariar essa tendência e promover o feedback positivo, a startup portuguesa Classihy desenvolveu o “Classihy Tips”, uma nova forma de gratificar sem ter que tocar em dinheiro.

“Realizámos um inquérito junto de alguns funcionários da restauração e da hotelaria e concluímos que o número e valor das gratificações recebidas diminuiu drasticamente no último ano. Estudos recentes indicam também que os clientes estão menos propensos a pegar em dinheiro e dar a clássica gorjeta em espécie. Decidimos então criar algo que pode representar um rendimento suplementar alternativo para os colaboradores, obtido de forma 100% digital” afirma Ariane de Melo, CEO da Classihy.

Através de um QR Code é possível premiar o serviço de um funcionário atribuindo uma gorjeta entre 2 e 100 euros. O sistema permite identificar o funcionário que o atendeu, uma vez que, para beneficiar desta iniciativa, os funcionários terão de previamente estar inscritos na Classihy. O método de pagamento utilizado é o cartão Multibanco ou Apple Pay e Google Pay. O dinheiro é colocado na conta do funcionário inscrito, e pode ser transferido para o banco sempre que desejar.

Para além das gratificações simplificadas cada funcionário pode, se desejar, definir objetivos pessoais para este dinheiro como, por exemplo, comprar uma bicicleta para ir trabalhar, ou um plano de saúde para os filhos.

O serviço já está a funcionar em dois espaços em Lisboa; o Tapas Bar 52 no Príncipe Real e o Restaurante da Associação Naval de Lisboa na Doca de Belém.

A Classihy nasceu em 2019 no âmbito de um programa de aceleração da Startup Lisboa, tendo ainda recebido um financiamento de Pre-Seed por parte da venture capital Portugal Ventures, no mesmo ano. A proposta inicial da startup foi o primeiro sistema de feedback com o qual é possível avaliar positivamente o serviço de cada colaborador, contribuindo para motivar equipas.

Desde o início da pandemia, e durante todo o ano de 2020, a Classihy dedicou todos os seus recursos a apoiar o sector da restauração e da hotelaria, nomeadamente através da campanha #voltaremosportugal, com mais de 120.000€ angariados, mais de 2.000 negócios impactados e 11.000 consumidores apoiados. Para 2021, a Classihy definiu como principal objetivo para o sector do Turismo o desenvolvimento de ferramentas para apoiar a retoma dos negócios da restauração e da hotelaria, bem como os seus colaboradores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

2 × 2 =