Startups portuguesas na vanguarda da luta contra o cancro

Foto de Angiola Harry no Unsplash

O EIT Health junta-se ao apelo da OMS para ‘colmatar as lacunas’ que se verificam relativamente ao cancro e, com isso, salvar vidas em toda a Europa. Para assinalar o Dia Mundial da Luta contra Cancro, a representação portuguesa do EIT Health destaca as startups portuguesas envolvidas no tratamento e diagnóstico desta doença.

O EIT Health, parte do Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia, marca hoje o Dia Mundial da Luta Contra o Cancro com a garantia de apoiar e desenvolver tecnologias mais inovadoras que ajudem a realizar a triagem e o diagnóstico precoce do cancro, numa tentativa de colmatar as lacunas que ainda se verificam e ajudar a garantir equidade para todos.

O tema do Dia Mundial da Luta Contra o Cancro deste ano tem como foco aumentar a consciencialização quanto às lacunas que ainda se verificam ao nível da equidade, e que afetam pessoas em todo o mundo. Dessa forma, pretende-se evitar mortes desnecessárias através de um acesso mais amplo a cuidados e soluções inovadoras – independentemente de quem é ou onde mora.

A rede, apoiada pela UE, promove a inovação em todas as áreas da oncologia, incluindo vários projetos em Portugal como a NU-RISE, liderada por Joana Melo, uma jovem empreendedora portuguesa, tem participado em vários programas de aceleração do EIT Health InnoStars. A sua empresa ajuda os médicos a fornecer tratamentos de radiação mais seguros e precisos, com a garantia de doses de radiação adequadas no local certo.

RuPharma é outro projeto de cientistas portugueses. Spin-off da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), liderado por Maria Helena Garcia e Andreia Valente, duas professoras do Departamento de Química, tem como objetivo desenvolver novos medicamentos anticancerígenos para o cancro da mama triplo negativo, que é o mais agressivo entre todos os tipos de cancro de mama e para o qual ainda não existe um tratamento específico ou eficaz. A prova de conceito para o precursor do medicamento já foi obtida. A empresa foi semifinalista no InnoStars Awards 2021.

SkinSoul é uma startup portuguesa que oferece um diagnóstico melhorado do cancro da pele que tira partido da Inteligência Artificial. A empresa foi fundada por Sofia Couto de Rocha – médica e investigadora ativa na área da dermatologia. O Skin Soul visa a prevenção e deteção precoce do cancro de pele, com IA e reconhecimento de imagem para informar os médicos sobre anormalidades de alto risco. Ao equipar os telemóveis dos profissionais com uma ferramenta simples, a triagem e o tratamento precoces podem ser uma realidade.

“O cancro causou a morte de 1,3 milhões de pessoas na Europa em 2020”

“O cancro causou a morte de 1,3 milhões de pessoas na Europa em 2020. Quanto mais cedo pudermos detetar e diagnosticar o cancro, mais vidas poderemos salvar”, refere Vera Moura, Innovation Lead, do EIT Health InnoStars.

Para esta responsável do programa, a inovação aportada pelas startups do setor “não só significa uma melhor taxa de sucesso do tratamento e maior qualidade de vida para os pacientes, mas também menos gastos neste combate. Esta premissa está na vanguarda da abordagem do EIT Health em todas as regiões, incluindo Portugal, na forma a colmatar as lacunas que se verificam nos cuidados, apoiando a tecnologia de ponta que pode facilitar a prevenção, a descoberta e o tratamento do cancro o mais cedo possível.”

O ‘Dia Mundial da Luta Contra o Cancro’ lançou uma campanha plurianual ‘Close the Gap’, que, em 2022, está centrada na compreensão e reconhecimento das desigualdades no tratamento do cancro em todo o mundo e na tentativa de encontrar formas de garantir melhor acesso aos serviços de saúde e tratamento, independentemente de onde as pessoas nasçam, cresçam, envelheçam, trabalhem ou vivem.

Ao concentrar-se na triagem e no diagnóstico, assim como em outras áreas da oncologia, o EIT Health espera descobrir novas formas de detetar o cancro mais cedo, dando a milhões de pessoas uma melhor probabilidade de sobrevivência e reduzindo a pressão económica sobre os sistemas de saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

13 − 6 =