Stress do empreendedor – os conselhos dos especialistas

Num artigo recentemente publicado no Emprendedor.com com o título ‘Empreendedores a solo – que stress’ vimos que quando um negócio começa a crescer mas ainda não deu ‘o salto’ necessário para se tornar sustentável, há uma tendência para tentarmos fazer tudo sozinhos, com o objetivo de poupar recursos. Em consequência, a acumulação de trabalho pode acabar por ser demais para uma pessoa só, originando níveis de stress difíceis de gerir. O que fazer nestas situações? Aqui ficam os conselhos dos especialistas.

Conceição Espada – Especialista em Gestão de Stress
«É uma situação que é de fato um fator de stress! Mas como com todos os outros, em primeiro lugar é necessário reconhecer e aceitar.

Existem muitos fatores geradores de stress na vida das pessoas, em particular nas mulheres que são de uma forma geral ignorados e não tidos em conta!nAinda somos humanos e não máquinas, e como tal os fatores exteriores e da vida provocam-nos emoções e pensamentos, nem sempre saudáveis.

Em 2ª lugar é necessário não confundir estímulo e motivação com pressão! E isto é fácil acontecer quando se tem negócio próprio e se está só!

Auto disciplina e imposição de horários! Fundamental! Quando se trabalha por conta de outrem é fácil por vezes criticar a falta de tempo e o excesso de carga horaria, mas quando se trabalha só e em negócio próprio é necessário ter em conta duplamente esta questão.

«a harmonia do work-life balance é fundamental»

Não confundir o tempo de trabalho com a vida pessoal e familiar, amorosa e ou social! Segredo dos segredos, a harmonia do Work-Life Balance é fundamental!nAceitar que é difícil fazer tudo sozinha, e demover-se de essa forma de ser, muito feminina, de que se tem que resolver tudo, ser polivalente e que não se tem ninguém para ajudar, porque sou eu que resolvo sempre tudo! Não querer ser um homem, aceitar a diferença, e perceber que temos um sistema endócrino e emocional diferente, e que os nossos cérebros funcionam de forma também diferente.

Manter o equilíbrio físico e mental é fundamental e aí recomendo as minhas sessões de Chikunk/Mindfulness, em que para além da energia física e muscular, se trabalha o foco, a respiração, a rentabilidade energética, o momento presente e a capacidade de memória e a criatividade!

Se energiza e simultaneamente descansa o corpo e a mente, fatores fundamentais para um bem estar de sucesso para si e para o seu negócio!»

João Mouga Vieira – Business and career coach
«Quando está a construir um negócio do zero, a palavra de ordem para muitos é sobrevivência. Bom e a história milenar do homem demonstra bem a difícil tarefa de sobreviver em tempos de mudança, quantas vezes em ritmo acelerado.

Essa é uma condição para todos aqueles que se lançam em novos projetos. Por isso cada empreendedor deve avaliar bem se tem capacidade para entrar ’em campo’ e enfrentar determinadas condições do ‘jogo do negócio’. No início qualquer projeto requer muito trabalho e dedicação. Se pensarmos, por analogia, no lançamento de um foguetão entendemos que é necessária uma enorme quantidade de energia para o colocar no espaço e esta tem que estar disponível nos primeiros minutos, para vencer a gravidade e atingir uma velocidade elevada.

«administre doses diárias de otimismo»

É pois necessário um esforço muito significativo, muita preparação e capacidade de agir de forma concertada. São múltiplas responsabilidades, incertezas, surpresas, necessidades de recursos e de respostas e o dia só tem 24h… Por isso o ‘stress’ é inevitável. Mas é também fundamental para estar alerta e reagir. Deve contudo tomar medidas para evitar carregar um peso excessivo.

Algumas sugestões práticas:

  • Gostar muito do seu projeto e da atividade que desenvolve;
  • Pense em grande mas dê pequenos passos;
  • Faça algo de que se possa orgulhar mais tarde;
  • Organize e planeie o seu dia e a semana de trabalho;
  • Distinga o que tem que ser feito, o que deve ser feito e o que gosta de fazer e realize por esta ordem;
  • Dedique o seu tempo às atividades de maior valor e não se perca em detalhes ou tentar ‘redescobrir a roda’;
  • Procure atrair talentos desde cedo e construa uma equipa;
  • Saiba ‘alimentar o sonho’ e ‘celebrar cada conquista’;
  • Divirta-se ao longo do caminho e entenda que quase nada ‘sai certo à primeira’;
  • Saiba dosear o esforço com uma alimentação adequada, pausas e tempos de repouso e um sono descansado e reparador.E por fim cada falhanço é uma enorme fonte de aprendizagens. Construa a sua lista de ‘ideias a perseguir’ e ‘erros a evitar’ para criar uma cultura de criatividade e de inovação de forma a criar uma atmosfera favorável à partilha e ao trabalho de equipa.

    Transmita essa confiança e não desanime. Todos os projetos importantes tiveram fases sombrias em que foi necessário lidar com problemas, superar obstáculos e enfrentar adversidades. Domine as suas emoções e os impulsos mais negativos e sobretudo administre diariamente doses substanciais de otimismo para si e para toda a equipa.»

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

eighteen − thirteen =