Três grandes tendências para as Fintech em 2022

Foto de Mollie

O crescimento do segmento Buy Now Pay Later (BNPL); o crescimento das pequenas e médias empresas (PME) no e-commerce e o aumento da sua capacidade competitiva; e a aproximação entre os bancos e as fintech são as tendências para o ano de 2022. A análise foi sugerida pela Mollie, uma empresa especializada na industria de pagamentos, que é também um dos processadores de pagamento com o crescimento mais rápido da Europa.

O setor das fintech tem crescido de forma significativa. Segundo a consultora Savills, as fintech europeias superaram, nos primeiros nove meses de 2021, quase três vezes o valor – que já tinha sido um recorde – em financiamento de capital de risco alcançado em 2020. O mesmo estudo indica que, nos últimos três anos, o volume de consumidores europeus que pretendem passar a usar exclusivamente serviços bancários digitais subiu de 49% para 62%.

Perante este cenário, a Mollie prevê as três grandes tendências para as fintech no ano de 2022:

#1. Rápido crescimento do segmento Buy Now Pay Later

A compra de bens através da opção de Buy Now Pay Later (BNPL) deverá aumentar à medida que estas empresas continuam a ganhar tração e valorização do mercado. Esta forma de pagamento permite pagar em prestações sem taxas e é já a escolha para cerca de 40% dos consumidores no Reino Unido.

Estes números incentivam à adoção por parte das PME, com o objetivo de oferecer aos seus clientes uma alternativa de pagamento mais personalizada. “O BNPL já não pode ser ignorado e continuará sem dúvida a abalar a indústria de pagamentos, num futuro previsível”, afirma Marco dos Santos, CTO da Mollie.

#2. PME irão competir diretamente com as grandes empresas

Para sobreviver e prosperar durante a pandemia, os comerciantes viram-se obrigados a ter uma plataforma de e-commerce e muitos fizeram a transição para o comércio online pela primeira vez. As PME devem agora nivelar a sua experiência de e-commerce para torná-lo um canal de venda complementar e rentável a longo prazo.

Em 2022, começarão a oferecer experiências personalizadas aos seus clientes, suportadas em novas soluções de transporte, serviço ao cliente e apoio de marketing, para competir contra os gigantes impessoais do retalho. “Veremos cada vez mais PME começarem a fornecer alternativas relevantes e credíveis aos grandes retalhistas e, com esta abordagem, conseguirão ser mais competitivas perante as grandes empresas que, por norma, oferecem uma abordagem mais impessoal”, explica Marco dos Santos.

#3. Os bancos e neobancos irão consolidar-se no mercado

A concorrência entre os bancos tradicionais e os neobancos e as fintechs é cada vez maior. Contudo há uma lacuna na oferta à categoria das PME, uma vez que estas são muito mais exigentes do que outros segmentos de clientes e a digitalização ainda está aquém do observado na banca a retalho.

Assim, os bancos mais inovadores que realizarem parcerias com fintechs irão destacar-se no mercado. “Estas parcerias irão reunir diferentes players que têm pontos fortes em diferentes áreas para construir uma oferta melhor para a instituição financeira”, analisa Marco dos Santos.

Marco dos Santos: CTO da Mollie (Foto de Mollie)

A Mollie é uma empresa unicórnio holandesa e uma das maiores fintech da Europa. Em 2021 levantou uma ronda de financiamento Série C de 665 milhões de euros, e instalou o seu centro de desenvolvimento tecnológico em Lisboa, onde tem a ambição de recrutar 100 pessoas até 2023.

1 COMENTÁRIO

  1. Depois de velho decidi empreender porque vi que não se trata apenas de individuos e organizações mas sim de uma parceria social que sempre foi pregada mas jamais colocada realmente na pratica. A HIPOCRISIA É GERAL não adianta querer se esconder atras de novas soluções sendo que nem as anteriores foram implantadas.
    NÃO adianta querer fugir da realidade, o publico conservador de baixa, media e mesmo de alta renda é que faz a economia girar;deixe a tua empresa nas mãos de calheiros ou de seu concorrente e voce estara em maus lençois.
    NA minha modesta opinião, a ligação cliente empresa se da atravez du um retorno da empresa ao cliente pois este ja deu um retorno para a empresa.
    ps: sou pessimo em sites mas que sera feito sera.

    Att: Cianci

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

nine − 2 =