A Magia da Disney aplicada ao envolvimento de pessoas nas empresas

Walt Disney além de criador, também foi um excelente líder de equipas
Foto: Recortada de uma fotografia da NASA (1954)

Walt Disney foi um criador de sonhos, de desenhos animados, de filmes e fundador de uma das maiores empresas de entretenimento – The Walt Disney Company. Tudo começou com um sonho, um simples lápis, um desenho do Mickey Mouse que se tornou realidade na Disneyland e na Walt Disney World.  A génese desse sonho é criar a felicidade e Walt Disney é a prova de que isso é possível.

Walt Disney desenvolveu uma intenção (visão, missão, valores, ambição e papel) assente numa abordagem colaborativa que está na base do posicionamento da Disney. Um sistema que acrescenta continuamente valor ao negócio da Magia da Disney.

  • Visão: ser um dos principais produtores e fornecedores mundiais de entretenimento e informação;
  • Missão: gerar o melhor conteúdo criativo possível, promovendo a inovação e utilizando a mais recente tecnologia, enquanto expande para novos mercados em todo o mundo;
  • Valores: inovação, qualidade, comunidade, storytelling, optimismo, respeito.
  • Ambição: desenvolver experiências de entretenimento mais criativas, inovadoras e lucrativas no mundo;
  • Papel: portfólio de marcas para diferenciar conteúdo, serviços e produtos de consumo.

A Disney representa o processo de transformar uma intenção em práticas de planeamento e organização. O que é que faz a Disney para envolver os seus colaboradores? Contratar as pessoas “certas”, formar para o “sucesso”, praticar uma “cultura de cuidado”. Contratar as pessoas que se encaixam perfeitamente na Intenção da empresa. Formar os colaboradores na Disney University, um programa de formação global, e no Disney Institute, que tem uma oferta de cursos para executivos, empreendedores e profissionais nas áreas de excelência em liderança, envolvimento de colaboradores, qualidade de serviço e excelência nos negócios. Formação contínua no local de trabalho presencial, por exemplo, os vários tipos de sorrisos ou aprender a colocar a voz em diferentes tonalidades, e uma plataforma de e-learning com módulos de formação obrigatórios para os colaboradores. Numa cultura de cuidado, cada pessoa é importante!

Como é que a Disney envolve os seus colaboradores?

  • Empoderar: compreenderem o impacto do seu papel a nível individual dentro de um cenário maior que é a empresa. Atribuir autonomia na tomada de decisões e do resultado do que entregam na experiência incrível que proporcionam aos clientes;
  • Reconhecer: sponsorização positiva dos colaboradores. Eles pertencem à família Disney e uma das formas de os reconhecer é elogiá-los quando fazem algo correto;
  • Recompensar: com festas, cartão de descontos da Disney e parceiros, pagamentos de horas extras e isenção de horário, seguro de saúde, postal e festa de aniversário aos colaboradores.

A Disney continua focada na intenção do seu fundador, o que lhe permitiu atingir uma dimensão de liderança no setor do entretenimento que se mantém várias décadas após o falecimento de Walt Disney, sendo os seus resultados financeiros actuais uma consequência de uma visão de médio e longo prazo, em vez de uma orientação de sucesso no curto prazo.

Como podemos observar, as práticas de envolvimento de pessoas a partir do caso prático da Disney são uma excelente ferramenta para as empresas motivarem e potenciarem os talentos dos seus colaboradores na construção de uma estratégia de crescimento sustentada e levarem a Magia da Disney para os seus negócios.

No próximo artigo, partilharei qual é o segredo da Magia da Disney aplicado à retenção dos seus colaboradores. Até lá, vamos juntos rumo ao sucesso dos seus negócios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

fourteen + three =