5 resoluções de ano novo para iniciar uma carreira internacional em 2020

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

A entrada num novo ano é a altura ideal para começar a pensar em novos projetos que vão marcar 2020, não só a nível pessoal, mas também profissional. Para os que ambicionam descobrir o mundo enquanto procuram novas oportunidades e desafios, o programa de estágios INOV Contacto apresenta um conjunto de sugestões para começar a preparar tudo o que é necessário para dar o salto e partir numa aventura profissional com sucesso.

“Ter uma experiência profissional noutro país é uma possibilidade de começar uma carreira internacional e abrir portas para novas oportunidades em todo o mundo. As capacidades linguísticas desenvolvem-se muito mais rapidamente e ganham-se competências culturais e uma “bagagem” de soft skills que, de outra forma dificilmente se adquiririam. No entanto, partir numa aventura internacional não acontece de um dia para o outro. “Além de uma mente aberta, exige alguma preparação pessoal ao nível da resiliência e capacidade de adaptação, bem como toda a logística inerente à documentação necessária para conseguir um desafio fora de Portugal”, explica Maria João Bobone, diretora do programa INOV Contacto.

Neste sentido, o programa de estágios internacionais promovido pela AICEP Portugal Global, apresenta um guia com as 5 resoluções de ano novo essenciais para preparar e dar início a uma carreira internacional em 2020:

#1 – Preparar a “papelada”

Uma das tarefas mais importantes antes de partir para uma experiência internacional é tratar com antecedência de todos os documentos necessários para garantir que tem tudo o que necessita para partir a qualquer momento para esta nova etapa da sua vida. Para os que já terminaram o ensino superior ou estão prestes a terminar, devem pedir de imediato o certificado de habilitações em inglês na respetiva faculdade. Caso o destino seja fora da Europa, é urgente tratar do Passaporte, ou, caso contrário, ter também em atenção à validade do Cartão de Cidadão, pois se este estiver prestes a expirar há que ter tempo para o renovar antes de partir. É ainda fundamental pesquisar quais são os documentos legais necessários para trabalhar num determinado país e tratar de um visto de trabalho e/ou de residência.

#2  – Apresentar o currículo em inglês e fazê-lo sobressair

Apresentar um CV em inglês é um dado adquirido para quem se candidata a uma nova oportunidade fora de Portugal ou a um programa de estágios internacionais. Além da língua, é também importante fazer com que o CV se destaque das restantes candidaturas – um CV criativo, curto, que destaque conquistas e soft skills é fundamental para marcar a diferença. No entanto, muitas empresas internacionais e programas internacionais ainda exigem a apresentação do currículo em formato EUROPASS, sendo que nestes casos há também que o preencher apenas com as informações e competências mais relevantes para o cargo em questão.

#3 – Ter um certificado de Inglês e saber falar outras línguas

O inglês é das línguas mais faladas no mundo e umas das mais requisitadas pelas empresas. Como tal, antes de se lançar numa experiência internacional – seja um programa de estágios ou outra – é essencial ter um certificado atualizado deste idioma. Para quem precisa de formação deve ingressar num curso o quanto antes e para quem apenas precisa do certificado, pode obtê-lo fazendo o teste para o nível desejado. No entanto, o inglês não é tudo. Outros idiomas são bastante valorizados no mercado de trabalho e é sempre positivo ser fluente em vários. Segundo um relatório elaborado pelo British Council, os mais procurados são: Alemão, Espanhol, Francês e Mandarim.

#4 – Investir em atividades extracurriculares e construir um perfil multidisciplinar

O maior desafio para iniciar uma carreira no exterior é provar a uma empresa internacional que vale a pena apostar em alguém de outro país, sendo que os perfis multidisciplinares e com experiência em diferentes backgrounds são cada vez mais procurados. Seja um recém-licenciado ou uma pessoa com experiência, é importante apostar em atividades que saiam da área de estudo ou de trabalho e que o coloquem em contacto com diferentes realidades. Apostar em iniciativas de voluntariado, estudar fora do país, viajar, atividades com artes, criar um projeto do zero, são excelentes formas de ganhar novas competências que enriquecem o seu CV a nível internacional, sobretudo se colocarem em contacto com pessoas de diferentes culturas.

#5 – Usar o Linkedin para construir uma rede de contactos global

Ter uma rede de contactos noutro país é sempre uma mais-valia, caso seja necessário alguma ajuda ou algum conselho. Atualmente já nem é preciso viajar para interagir profissionalmente, basta usar as redes sociais como o Linkedin, para encontrar profissionais da área ou de áreas de interesse. Ter o perfil em inglês, participar em grupos de discussão, seguir empresas e enviar convites personalizados a pessoas chave, são práticas essenciais para tirar o maior partido desta rede social empresarial e ter acesso a contactos privilegiados.

O INOV Contacto é um programa de estágios internacionais promovido pela AICEP Portugal Global e co-financiado pelo Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (POISE), pelo Portugal 2020 e pela União Europeia. Através da mediação com empresas estrategicamente relevantes para a competitividade e internacionalização da economia Portuguesa, o INOV Contacto oferece aos jovens talentos selecionados a oportunidade de realizar estágios profissionais remunerados com duração de 6 a 9 meses em países como Espanha, Reino Unido, Alemanha, China, Brasil, Moçambique ou Estados Unidos da América.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

two × 4 =