A Génese da Criatividade

Foto: Pixabay

Como seria o Mundo se não existisse a criatividade? Gostaria de transformar os seus problemas em soluções com criatividade?

Já pensou como seria a nossa vida se existisse uma fórmula para a criatividade? E, afinal, quem não gostaria de aprender a receita da criatividade?

Todos nós podemos despertar a criatividade quando transformamos sonhos em realidade. Todos somos líderes sempre que expressamos a criatividade e todos podemos usar a criatividade para mudar as nossas vidas.

A história da humanidade tem diversos acontecimentos que demonstram a necessidade de estabelecermos relações sociais para assegurarmos a evolução e o progresso. Os valores da colaboração e da comunicação, entre os seres humanos, são pedras basilares na construção de uma sociabilidade coletiva. As interações sociais foram (re)criadas ao longo de milhões de anos e a Génese da Criatividade tem inspirado o Homem a gerar, fazer nascer ou realizar algo inovador além das soluções já conhecidas. Ao sair da zona de conforto rumo a um espaço aberto, a Humanidade encontra, além da incerteza, oportunidades onde o “novo” está à sua espera.

A concretização prática desta visão da evolução da espécie humana tem sido colocada em prática na terceira geração da Programação Neurolinguística (PNL) por Robert Dilts e Stephen Gilligan que cocriaram a Mudança Generativa.

Foto: Pixabay

O que é a Mudança Generativa?

A Mudança Generativa pode ser definida como o ‘gene da criatividade’ ou génio de gerar algo novo, sendo a criatividade o foco principal da Mudança Generativa. Por outras palavras, a Mudança Generativa é um processo que nos permite alcançar uma vida extraordinária no campo pessoal e profissional, reenquadrar os acontecimentos emocionalmente significativos do passado, experienciar o presente, perspetivar o futuro e praticar a aceitação das “dores”, potenciando talentos.

“O conceito de Generatividade está relacionado com a descoberta, atualização e enriquecimento de recursos que contribuam para a criação de um novo resultado inovador, algo que nunca existiu antes.”

Mudança que emerge do campo da conversação

O modelo da Mudança Generativa foi desenvolvido pelos autores anteriormente citados com base nas suas experiências nas áreas da Terapia, PNL e do Coaching.

Este processo baseia-se na possibilidade de trazer para o campo da conversação múltiplos tipos de inteligência: verbal e visual, individual e coletiva, somática (corpo) e intelectual (mente), inconsciente e consciente, com o objetivo de emergir algo criativo e gerar novas realidades.

Mudança contextual profunda

Este tipo de mudança vai para além de cosmética, é contextual profunda, ou seja, possibilita aceder a novos níveis de excelência.

Entre os princípios básicos da Mudança Generativa está a forma como construímos a nossa realidade a partir de filtros cognitivos (mente lógica, somáticos – corpo, campo – inteligência maior) para, através das técnicas deste tipo de mudança, podermos atingir resultados positivos.

Outro dos princípios é de que o estado de consciência do individuo é o fator diferenciador. Dessa forma o processo de Mudança Generativa permite aprender a construir e a manter estados generativos para si próprio e para os outros, transformando os sonhos em realidade, enfrentado desafios e obstáculos.

Foto: Pixabay

Áreas de aplicação

A Mudança Generativa possui várias áreas de aplicação incluindo as seguintes: Coaching Generativo, Consultoria Generativa e Trance Generativo.

Segundo Robert Dilts e Stephen Gilligan o foco do Coaching Generativo é a capacidade de (re)recriar a realidade individual e coletiva, de transformar padrões comportamentais, despertando para uma nova visão das oportunidades que os obstáculos nos apresentam.

Uma viagem de crescimento e evolução

O Coaching Generativo é uma viagem que possibilita a cada indivíduo ter a bagagem necessária para crescer e evoluir continuamente. No Coaching Generativo assumimos que a nossa realidade é (re)construída e que este processo ativa as infinitas possibilidades do inconsciente criativo, de modo a deixar emergir algo que nunca antes teve lugar, sendo a esta a melhor forma que temos para obtermos resultados extraordinários nas nossas vidas.

Para todos os que quiserem realizar esta viagem profunda à Génese da Criatividade o ponto de partida começa com perguntas: Para onde queremos ir, O que é que é que queremos criar de mais valioso nas nossas vidas, o que é que tem a máxima importância para nós?

Coaching Generativo em 6 passos

O Coaching Generativo tem “6 passos para alcançar o nosso potencial mais profundo:

  • Criação de um campo de COACH (generativo);
  • Estabelecer uma intenção ou objetivo;
  • Desenvolver um estado generativo;
  • Entrar em ação;
  • Transformar os obstáculos;
  • Estabelecer práticas de crescimento e mudança contínuos.”

Sessão de Coaching Generativo

Numa sessão de Coaching Generativo “…o coach ajuda o cliente no estabelecimento de uma conversa entre o seu inconsciente criativo e o seu mundo consciente. Entre o coach e o coachee é criado um ‘coach container’, um espaço aberto à manifestação das possibilidades infinitas do ser humano.”

Foto: Pixabay

Vantagens do Coaching Generativo

Através do Coaching Generativo, “…indivíduos, equipas e empresas serão capazes de:

  • Abraçar a mudança e a criatividade com força renovada;
  • Enfrentar a realidade com um novo leque de possibilidades;
  • Saber gerir bloqueios, ansiedades e situações de crise;
  • Aprender a transformar dificuldades em recursos e oportunidades;
  • Colocar em marcha o pleno potencial, muitas vezes escondido ou bloqueado;
  • Tomar consciência das capacidades e competências disponíveis;
  • Descobrir como estabelecer metas concretas para o futuro;
  • Criar novos resultados e realidades diferentes do passado;

Alcançar a transformação positiva individual e colectiva que desejam ver no mundo.”

 

De 0 a 10, como está a sua criatividade?

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

fifteen + 9 =