Casa do Impacto investe em startups de impacto ambiental e social

Casa do impacto investe em startups de impacto ambiental e social
Foto de Casa do Impacto

Café-Escola Joyeux Cascais; Koiki; NoCode Institute; Matterpieces; Penylon by Circular Oceans e WeGuide são as seis startups investidas pelo Programa de Investimento para o Impacto, desenvolvido pela Casa do Impacto e pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Na terceira edição do +PLUS da Casa do Impacto foram investidos mais de 441 mil euros para o desenvolvimento e escala de startups com propósito social e ambiental.

“Ao longo dos últimos 4 anos e meio, disponibilizámos mais de 4 milhões de euros em investimento para fazer crescer o ecossistema de impacto – um montante muito relevante que preenche uma lacuna evidente do sector, onde o acesso ao capital para projetos early stage é muito escasso”, sublinha Inês Sequeira, diretora da Casa do Impacto.

O grupo das seis startups investidas pelo programa vai agora testar e escalar as suas soluções com o apoio da Casa do Impacto, sendo que o programa está dividido em duas categorias: no +PLUS Testing o investimento é de até 50.000 euros por projeto enquanto no +PLUS Scaling esse valor alcança os 100.000 euros.

investimento em startups de impacto ambiental e social
Na foto: equipa da Casa do Impacto

No programa de Testing, orientado para a validação do impacto, foram escolhidas as startups Matterpieces, que propõe a reciclagem e reutilização de resíduos de demolição para transformá-los em materiais de revestimento em pavimentos, paredes, mobiliário e bancadas.

Outra startup escolhida para Testing foi aPenylon by Circular Ocean, com o projeto de reciclar redes de pesca, utilizando-as em novos produtos como móveis e acessórios. Ainda a WeGuide que visa apoiar pacientes e cuidadores da doença oncológica, através de um Guia em Saúde com foco na capacitação para a gestão dos desafios da doença.

Na categoria Scaling, destinada ao aumento do impacto foram escolhidas as startups Café-Escola Joyeux Cascais que pretende empregar e formar jovens adultos com Dificuldades Intelectuais e do Desenvolvimento, no setor da restauração.

Ainda a Koiki, que pretende resolver o problema do aumento das emissões geradas pelas entregas de last mile, através da distribuição feita a pé ou de bicicleta, por pessoas contratadas por entidades sociais. E a NoCode Institute que é uma plataforma de requalificação digital para profissionais em transição no mercado laboral.

O programa +PLUS é uma iniciativa da Casa do Impacto, o hub de empreendedorismo social da Santa Casa da Misericórdia, que se propõe distribuir 500 mil euros por ano para testar novas ideias com potencial de impacto social e ambiental, alinhados com os 17 Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 das Nações Unidas, e para apoiar o desenvolvimento de organizações sustentáveis com soluções inovadoras e resultados comprovados.

Para além do financiamento, o programa atua através de várias formas de apoio, como um plano de acompanhamento desenhado à medida, medição do impacto através de indicadores de desempenho definidos desde o primeiro momento, envolvimento no ecossistema de impacto, pagamento por resultados e ainda apoio não financeiro orientado para o sucesso do projeto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

three × 1 =