IA Generativa: Profissionais Qualificados Usam Mais IA nas suas Atividades Laborais

Imagem de Freepik

O Grupo Adecco divulgou os resultados do Global Workforce of The Future Report 2023, revelando que 70% dos trabalhadores já incorporam a Inteligência Artificial Generativa (GenAI) nas suas atividades laborais, embora a orientação por parte dos empregadores esteja aquém do ideal. O estudo, baseado na opinião de 30.000 trabalhadores, destaca lacunas na formação, divergências educacionais e a necessidade urgente de preparar a força de trabalho para as mudanças tecnológicas iminentes.

O Global Workforce of The Future Report 2023 analisou a perceção de trabalhadores de diversos setores e níveis hierárquicos em 23 países. Embora a GenAI esteja a ser adotada em larga escala (70% de utilização), menos de metade dos trabalhadores recebem orientação sobre o seu uso. Executivos, pessoas com rendimentos mais elevados e licenciados são os mais beneficiados, destacando a necessidade de equidade no acesso à formação.

A pesquisa revela uma disparidade educacional significativa, com 76% dos licenciados a utilizar GenAI em comparação com 51% dos que têm um ensino intermédio. Além disso, apenas 32% dos não gestores recebem orientação, em contraste com 66% dos líderes. Apesar disso, 57% dos trabalhadores expressam o desejo de receber formação em IA, indicando uma demanda crescente por conhecimento nesta área.

62% dizem ter uma visão positiva relativamente à GenAI, apesar de apenas 7% anteciparem a obsolescência dos seus empregos devido à GenAI. Para colmatar esta lacuna de perceção, as organizações são instadas a implementar medidas urgentes de melhoria de competências personalizadas.

O estudo destaca ainda a confiança dos trabalhadores na importância das competências humanas no local de trabalho, com 61% acreditando que estas permanecerão mais influentes do que a GenAI.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

16 + eight =