Plataforma agrega ofertas de emprego para refugiados

Foto de Chuko Cribb no Unsplash

Alerta Emprego cria espaço online para facilitar a ligação entre empresas portuguesas e refugiados. A Iniciativa surge da necessidade de apoiar os mais de 20 mil refugiados que se encontram em Portugal. O projeto vem permitir às empresas partilharem de forma gratuita as suas ofertas de emprego refugee friendly.

Segundo dados da agência Reuters, desde o início do conflito, Portugal já acolheu mais de 20 mil refugiados vindos da Ucrânia, que entram no país à procura de uma nova oportunidade profissional. Face a este contexto, o portal Alerta Emprego, plataforma nacional que liga empresas e candidatos, lançou no seu site o espaço “Refugee friendly”. Neste separador, é possível as empresas e recrutadores individuais partilharem, de forma gratuita, as suas vagas, que podem ser preenchidas por estes profissionais.

A iniciativa está aberta a todas as empresas interessadas em publicar as suas vagas, mesmo que não sejam parceiras do Alerta Emprego. Lançada há apenas alguns dias, a iniciativa reúne já mais de 20 funções refugee friendly em aberto em áreas tão diversas como a tradução para a língua ucraniana, tecnologia, engenharia e até farmacêutica.

“Depois de mais de dois meses expostos a uma realidade tão devastadora como a da guerra na Ucrânia, sentimos que era imperativo, mais do que receber, acolher da melhor forma quem foi obrigado a fugir para um país que não é o seu”, sublinha afirma Joana Piteira, General Manager do Alerta Emprego.

“Sentimos que era fundamental facilitarmos a entrada destes profissionais no mercado de trabalho, fazendo o ‘match’ entre empresas e refugiados. Foi precisamente por isso que criámos um espaço destinado a esta população, que pretende ser uma plataforma agregadora de todas as ofertas de emprego adaptadas a estes profissionais, para que o seu processo de entrada numa nova empresa seja o mais fácil possível”, acrescenta.

Para submeterem as suas vagas na plataforma, as empresas devem preencher um formulário relativo à oportunidade de emprego que pretendem anunciar, partilhando informações como o tipo de função, setor e localização, mas também referindo o que procuram nos candidatos, que cargos irão estes desempenhar e quais os benefícios oferecidos. Para os ucranianos que estiverem interessados nestas vagas, o processo é simples e intuitivo, uma vez que terão apenas de se registar na plataforma com os seus dados, nomeadamente, nome e email, e desenvolver o currículo ao qual os recrutadores terão acesso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

16 − four =