Trabalhadores querem voltar ao convívio na hora de almoço

Foto de EatTasty

A pandemia alterou muitos dos comportamentos em sociedade, tendo afetado sobretudo o modo como se trabalhava.

Com o objetivo de perceber em que medida a Covid-19 está a impactar a cultura das empresas, a EatTasty, plataforma de confeção e entrega de refeições, conduziu um estudo para antecipar as mudanças a que se vai assistir no local de trabalho, tendo como pano de fundo a hora da refeição. Para isso, baseou-se numa pesquisa feita em parceria com a Zomato, em maio deste ano, que recolheu mais 1.000 respostas em todo o país, e reuniu testemunhos de cinco empresas pioneiras na sua abordagem à cultura organizacional.

De acordo com os dados deste estudo, a comida revelou-se fundamental durante o período de confinamento, mantendo as pessoas ligadas a um sentido de rotina, já que as refeições ajudam a marcar o ritmo dos dias. Além disso, a comida tem associado um efeito de união singular, que também se estende ao ambiente corporativo.

Em contexto de trabalho, as pausas para almoço são essenciais para a motivação dos colaboradores, sendo na informalidade do convívio em torno de uma mesa, seja ela virtual ou não, que se assegura a partilha de valores. Antes da pandemia, 80% dos inquiridos passava a hora de almoço a conviver com os colegas. Apesar das restrições impostas pelo distanciamento social, 47% diz querer manter esta prática. No entanto, 23% confessa não saber em que moldes.

Para Rui Costa, cofundador da EatTasty, “a comida é uma importante cola social. A hora de almoço é muito mais do que aquilo que comemos. Este estudo vem demonstrar como os momentos de refeição em equipa são uma maneira poderosa de construir a cultura de uma empresa. Perante a conjuntura atual, torna-se ainda mais relevante para as empresas apostar na cultura. Física ou virtualmente, importa criar as condições para que as equipas interajam na sua hora de almoço e permaneçam próximas, ainda que mais distantes do que no pré-pandemia”.

Desde que foi fundada, em 2016, a startup portuguesa já entregou mais de 450.000 almoços, nas cidades de Lisboa e Madrid, onde também tem operação. A pandemia, levou a empresa a aumentar o raio de cobertura para toda a Grande Lisboa, de forma a acompanhar o movimento dos seus clientes na transição para as suas casas.

O conceito da EatTasty assenta na distribuição refeições confecionadas diariamente por uma rede local de restaurantes parceiros e entregues em moradas particulares ou de empresas, sem qualquer custo adicional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

three × 3 =