A Nova Tecnologia de Recrutamento RH e os Novos Recrutadores

Recrutamento de RH
Foto: Pixabay

Algumas empresas incluíram no seu trabalho diário do departamento de recursos humanos, o foco na experiência do colaborador de forma integrada, considerando os atributos da motivação, engagement, bem-estar e alinhamento dos colaboradores. Ter em conta estes atributos, permite às empresas a construção de uma base de cultura organizacional e engagement mais fortes e estarem melhor preparadas para uma organização de futuro na área RH.

Em 2017 houve um foco na experiência do colaborador, dando ênfase à liderança, estrutura organizacional e equipas, mobilidade profissional, aprendizagem, diversidade, marca de emprego e serviços de RH. Em 2018, existirão grandes desafios de como as organizações vão transformar a maneira como funcionam, como navegam dentro de um mundo digital e como criam experiências diferenciadas para atrair a força de trabalho do futuro.

Terá assim de existir em 2018 uma nova abordagem dentro de cada empresa, acompanhada de mudança de mentalidades profundas em todas as equipas. As estatísticas mundiais revelam que a produtividade dos negócios não acompanhou o ritmo tecnológico. A agilidade desempenha por isso um papel central na organização do futuro, à medida que as empresas começam a substituir as antigas hierarquias estruturais em redes de equipas mais flexíveis e prontas a atuar.

Assiste-se a uma gestão de mudanças que requer empresas e equipas de grande agilidade. Equipas ágeis podem ser desenvolvidas através de coaching estratégico, alinhando as equipas à estratégia da empresa, ou podem ser recrutadas externamente.

Em 2018 as organizações vão transformar a maneira como funcionam e como criam experiências diferenciadas para atrair a força de trabalho do futuro

As empresas irão mudar estruturalmente a forma de atrair e reter talentos em 2018, dada a escassez de talentos e competências, já sentida em 2017. As exigências de novos modelos de carreira por parte dos colaboradores, a par da inovação e da tecnologia, vêm reformular a área de recrutamento e contratação de talento nas empresas.

Novas plataformas tecnológicas e desenvolvimento de novos modelos, são utilizados na seleção e recrutamento, como é o caso da plataforma iPeopleS Recruit, que permite às empresas construírem uma boa visibilidade da sua marca, obterem poupanças em todo o processo de recrutamento, e de colocarem a pessoa certa com as competências certas em muito menos tempo que tradicionalmente gastavam em todo o processo. A plataforma auxilia ainda na análise, permitindo que antes de contratar um talento, analisar o fluxo de trabalhos existentes na sua organização, planear as necessidades de recrutar e avaliar as fontes e a qualidade da contratação.

Novas abordagens de informação acerca dos candidatos são registadas, permitindo um conhecimento mais integrado do candidato e captar talento interno para a mobilidade. Isto conduz a candidatos mais experientes e alinhados com a estratégia de talento da empresa e reputação no mercado.

Os novos recrutadores são pessoas que criam ligações de relacionamento com os candidatos e fortalecem a marca de emprego da empresa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

fifteen − fourteen =