Bruno Perin: “O OKR é um ‘mapa do tesouro’, basta seguir o caminho certo”

Na foto: Bruno Perin

Bruno Perin diz ser um “louco por natureza”, serial entrepreneur, Integra o grupo dos 200 maiores talentos brasileiros pelo Virtvs Group. Com experiência em palestras nacionais e internacionais, é considerado um fomentador do Empreendedorismo e Inovação de Alto Impacto e da disseminação do conceito de Startup no Brasil.

Recentemente tem dedicado a sua vida à divulgação da metodologia OKR, um dos métodos de apoio à gestão mais eficazes da atualidade. Através desta ferramenta é possível dirigir a empresa, estabelecendo o foco e potenciando os esforços de outras metodologias. Essa dedicação valeu-lhe recentemente a integração no TOP 10 dos maiores especialistas mundiais em OKR, de acordo com a listagem da consultora sueca de HR Tech, Heartpace.

A lista coloca-o ao lado de nomes como Christina Wodtke, autora de um dos livros mais lidos sobre o assunto ( Radical Focus ) e Ben Lamorte que é um dos mais aclamados consultores de OKR, com cases em grandes empresas e um dos maiores críticos sobre o assunto. Da lista dos “10 Mais” fazem parte ainda Paul Niven, Felipe Castro, Nikhil K Maini, Per Lundquist Magdalena Pire Schmidt, Ryan Panchadsaram e Melanie Wessels.

Segundo a Heartpace, “Bruno Perin é o mais diferente da lista, pois é um empreendedor que usa OKR. Ao contrário dos outros, ele entende e tem uma visão mais abrangente, pois usa o OKR dentro de suas empresas. O seu ponto de vista é único e muito focado na implementação prática.”

Autor vários livros ligados à problemática do empreendedorismo e da gestão de empresas, Bruno Perin lançou recentemente um livro sobre o tema The Final OKR Playbook, com edição em português O Poder do Foco – OKR na Prática. No livro, Bruno Perin explica como os negócios que mais crescem e dominam os mercados, utilizam o OKR como método de planeamento.

“O OKR é um método de planeamento de prioridades”

“Eu sempre amei aqueles livros de piratas e a ideia de mapas do tesouro. O OKR é como um mapa do tesouro. É o melhor jeito de conseguir centrar a sua energia em prol de uma missão e dos objetivos principais, para alcançar muito mais”.

Esta ferramenta visa levar as empresas a definir um foco claro, sem perder a dinâmica do mercado, deixando a equipa alinhada e aproveitando ao máximo os seus recursos.

“O OKR é um método de planeamento de prioridades, ou seja, você deixa claro para as equipas, não tudo que eles devem fazer, mas apenas o foco, para que não percam de vista o que é mais importante”, sublinha. “É incrível o que este método simples pode causar em qualquer negócio e impulsionar os resultados”, acrescenta Bruno Perin.

A ideia é que esse plano OKR, uma vez definido por um Objetivo – que é direção para onde ir – e depois de estabelecer 3 ou 4 Resultados-Chave (KR – KEy Results), que são no fundo os indicadores que provam que o objetivo foi alcançado, alcance resultados logo após três meses de duração.

“Porque três meses? Pois assim você tem tempo para fazer um grande impacto em algo que importa e mudar a direção”, explica.

“Esta Ferramenta é mãe das metodologias ágeis porque dá o norte ao negócio”

“A maior parte das empresas morre ou fica estável por excesso de oportunidades, não pela falta delas. O OKR é ideal porque faz o empreendedor definir o que é mais importante nos próximos três meses e se manter naquilo. Além de que as pessoas ganham em compreensão da estratégia da empresa e se estimulam a terem resultados mais expressivos”, diz Bruno Perin.

“Esta é a ferramenta mais importante de gestão da atualidade, considerada a mãe das metodologias ágeis porque dá o norte ao negócio”, sublinha. “Um OKR bem implementado tem impacto positivo na empresa. O que acontece é que elas implementam mal e acham que a ferramenta não funciona, quando foram elas que não souberam fazê-la funcionar”.

Relativamente à distinção no TOP 10 Mundial, Bruno Perin frisa que “Sinceramente não caiu a ficha ainda… É claro que fico honrado com a menção de estar entre os 10 do mundo e o significado que isso tem, mas é algo cuja dimensão é difícil de entender, visto que o mundo é tão grande. Estou muito feliz, sempre acreditei que resultados falam melhor do que nós mesmos, e isso são os meus resultados falando. Espero que de alguma forma eu possa influenciar ainda mais as empresas a usarem o OKR da maneira certa.

Bruno Perin escreve regularmente no Empreendedor e é o autor do livro “Sem Dinheiro – Como construir uma start-up com pouco capital”, o e-book gratuito para o ajudar a encontrar soluções para pôr em marcha o seu negócio, mesmo quando não tem muito dinheiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

6 + six =