Radar no Açores rastreia objetos espaciais

Foto de LeoLabs

A LeoLabs, líder mundial no fornecimento de serviços de mapeamento da órbita terrestre baixa (Low Earth Orbit ou LEO) e de Perceção da Situação no Espaço, inaugurou o novo Radar Espacial dos Açores. Situado na Ilha de Santa Maria, acrescenta uma cobertura essencial na Europa e apoia os compromissos regionais e nacionais com a segurança, proteção e sustentabilidade espaciais.

Os Açores tornaram-se na localização mais recente da rede global de radares da LeoLabs, permitindo a monitorização contínua de objetos espaciais e a análise do espaço. A sua localização estratégica no Atlântico permite à LeoLabs acompanhar objetos na órbita terrestre baixa, preenchendo uma lacuna na Europa e em África, intensificando a monitorização. Estima-se que 96% dos satélites operacionais registados e detritos espaciais passam pelo campo de visão do radar. Esta localização complementa outras instalações de radares da LeoLabs, permitindo atualizações mais rápidas e observações mais rigorosas de eventos críticos, incluindo colisões, separações, manobras e lançamentos.

Este novo Radar Espacial aumenta a resiliência da rede global de sensores da LeoLabs, melhorando os níveis de serviço operacional e a monitorização contínua. Também irá fortalecer a capacidade da LeoLabs de descobrir, monitorizar e registar objetos com menos de 10 centímetros, que atualmente não são monitorizados.

“O Radar Espacial dos Açores é um avanço crucial na expansão global da nossa rede de sensores, assegurando um futuro viável da órbita terrestre baixa (LEO) para as gerações futuras.” afirmou Dan Ceperley, CEO e co-fundador da LeoLabs. “Como o único operador comercial de infraestrutura e serviços de radar a poder realizar esta missão em escala, estamos entusiasmados por celebrar esta parceria com Portugal relativamente à sustentabilidade espacial e aumentar a nossa presença na Europa.”

“Estamos muito satisfeitos por receber a LeoLabs em Portugal com a inauguração do Radar Espacial dos Açores,” disse Ricardo Conde, Presidente da Agência Espacial Portuguesa. “Este importante investimento da LeoLabs apoia os compromissos e iniciativas globais para a segurança espacial, proteção e sustentabilidade. A localização estratégica do radar em Santa Maria fortalece a posição dos Açores no Atlântico, e preenche uma lacuna na cobertura que nos permitirá mitigar os riscos de detritos espaciais na órbita terrestre baixa.”

Com este lançamento, a rede global da LeoLabs inclui agora dez radares independentes em seis locais operacionais, sendo que a empresa tem planos de expansão para o final de 2023 e 2024.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

15 + 9 =