Sete empreendedoras portuguesas selecionadas para programa da Comissão Europeia

Foto de photoroyalty no Freepik

Sete empreendedoras portuguesas foram selecionadas para receber financiamento no âmbito do programa Women TechEU, uma iniciativa da Comissão Europeia que visa promover o empreendedorismo feminino na área da tecnologia. O programa, que em Portugal é coordenado pela Agência Nacional de Inovação (ANI), teve uma taxa de sucesso muito superior à média europeia, dado que das 14 candidaturas submetidas, sete foram aprovadas, o que equivale a uma taxa de sucesso de 50%, enquanto a média europeia foi de 29%.

As sete empresas de empreendedoras portuguesas selecionadas são AgroGrIN Tech, NeuroSoV, Fetalix, expressTEC, Ablute, GreenH2Wave e Nitrogen Sensing Solutions. Cada uma delas receberá uma subvenção de 75 mil euros para apoiar o seu processo de inovação e crescimento, além de orientação e coaching através do Programa Women Leadership, promovido pelo Conselho Europeu de Inovação, e oportunidades de networking em toda a União Europeia.

As empreendedoras contempladas são provenientes de diversas áreas, como a saúde, biotecnologia, energia e agricultura. Na área da saúde, a AgroGrIN Tech produz ingredientes sustentáveis e sem aditivos através de tecnologia patenteada de química verde, reaproveitando resíduos das frutas e dos vegetais. As empresas NeuroSoV, Fetalix, expressTEC e Ablute também foram contempladas nesta área. A NeuroSoV está a desenvolver um novo medicamento para desacelerar a progressão da doença de Parkinson, a Fetalix utiliza biomateriais regenerativos para tratar dores lombares, a expressTEC criou um teste diagnóstico inovador para detetar o cancro da mama e a Ablute desenvolveu um dispositivo de análise de urina integrado numa sanita com gestão eficiente de água para detetar doenças precocemente.

No setor da energia, a GreenH2Wave foi selecionada. Esta empresa desenvolveu um conversor de energia das ondas que atua como uma “estação de combustível flutuante” para navios no meio do oceano, produzindo seu próprio combustível limpo a custos acessíveis. Na área de agricultura, a Nitrogen Sensing Solutions propõe uma solução inovadora para melhorar a monitorização da água em sistemas de aquacultura recirculantes, usando tecnologia de biossensores.

Em suma, a seleção de sete empresas portuguesas para o programa Women TechEU é uma prova da capacidade e talento do empreendedorismo feminino em Portugal. Além disso, a taxa de sucesso superior à média europeia reflete a importância do apoio e incentivo à inovação e empreendedorismo para as mulheres.

É fundamental que continuem a ser criados programas e iniciativas para promover a igualdade de género e incentivar mais mulheres a participar no ecossistema de inovação e empreendedorismo. Através do apoio à tecnologia e ao empreendedorismo, as mulheres podem desempenhar um papel fundamental no desenvolvimento da economia e na solução dos desafios sociais e ambientais do nosso tempo.

Esperamos ver mais conquistas e sucesso para estas sete empresas, bem como para todas as mulheres empreendedoras de Portugal e da Europa. O futuro da inovação e do empreendedorismo passa, sem dúvida, pela igualdade de género e pela promoção de uma sociedade mais inclusiva e diversificada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

eleven − eight =