SheerME, a plataforma para marcar serviços de beleza

Miguel Alves Ribeiro, criador da SheerME
Foto de SheerME

Desde marcar o cabeleireiro a encontrar as melhores ofertas de hotel com spa, tudo isto é agora possível numa única e nova aplicação. A SheerME é uma plataforma que quer facilitar o contacto e marcação de serviços de beleza, bem-estar e desporto, para evitar perda de tempo entre agendas e telefonemas.

Se já é difícil reservar tempo para tratarmos de nós, então a logística das marcações de cabeleireiro, barbeiro ou estética, podem desmotivar qualquer um no processo. Foi para eliminar este constrangimento que nasceu a SheerME. É uma comunidade que permite às pessoas que valorizam a beleza e o bem-estar encontrar e partilhar as suas experiências.

Está online nas versões web e mobile em sheerme.com. através dela é possível escolher serviços de Wellness: Hotéis com spa, Spas, Termas, Medicina Alternativas, Pré-Natal, etc.; Beleza: Cabeleireiros, Estéticas, Barbeiros, Massagistas, Tatuadores, etc.; Fitness: Ginásios, Estúdios de Yoga, Meditação, Personal Trainers, Nutricionistas, etc.

Depois é só escolher o dia, a hora, o profissional e fazer a reserva imediata. Os preços são definidos pelo estabelecimento, que pode criar a sua página e disponibilizar os serviços que pretende na aplicação.

 “Estudos indicam que cerca de metade das mulheres gostariam de ter mais tempo para cuidar de si próprias, mas o tempo que demoramos e a forma como marcamos estes serviços tem-se tornado cada vez mais obsoleta. É importante criar um canal digital mais conveniente tanto para quem quer dedicar-se mais ao seu bem-estar como para quem gere estes negócios”, explica Miguel Alves Ribeiro, criador da SheerME.

Para além de facilitar a marcação dos serviços, esta aplicação quer ajudar negócios de beleza, bem-estar e fitness a melhorar a sua pegada e exposição digital: “O que pretendemos é criar uma comunidade que una todas as pessoas que valorizam as experiências de beleza e de bem estar. Queremos juntar profissionais e clientes  numa única plataforma e criar um ecossistema único de comunicação e serviços neste meio”, explica Miguel Alves Ribeiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

two × two =