Lifelong Learning: Aprendizagem para a vida

Foto de Philippe Bout no Unsplash

Num mercado profundamente influenciado pela inovação tecnológica e transformação digital – cada vez mais dinâmico, volátil e incerto – faz sentido que a capacidade de nunca parar de aprender, desaprender e reaprender fique em evidência, sendo, até mesmo, um ponto crítico para sobreviver e adaptar-se diante de um panorama com mudanças exponenciais.

Por isso, é indispensável para o momento, conhecer a importância do conceito lifelong learning tanto para o desenvolvimento da capacidade de ser um eterno aprendiz, que o ajudará no seu percurso pessoal a melhorar ou ampliar novas competências, como nos negócios, cuja principal justificativa está no diferencial competitivo, à medida que as necessidades do empreendimento crescem.

Ora, as empresas que investem na aprendizagem contínua dos seus profissionais, contemplando formações técnicas – hard skills e comportamentais – e soft skills, de modo a potencializar conhecimentos e habilidades alinhadas ao objetivo organizacional, conseguem manter-se ativas e preparadas para enfrentar a concorrência e os tempos altamente desafiadores através de soluções de trabalho híbridas.

Lembre-se, ao mesmo tempo que o mundo muda, os trabalhos e forma de viver em sociedade também mudam!

O que é Lifelong Learning?

Lifelong learning, traduzido livremente para o português significa “aprendizagem ao longo da vida” ou “aprendizagem contínua, sem fim”. Trata-se de um conceito, bastante discutido nos dias de hoje, principalmente devido à pandemia e ao aumento da modalidade de ensino e aprendizagem à distância com o apoio das tecnologias, que prevê a atualização constante dos conhecimentos, independentemente da idade, do meio social onde se está inserido, do nível atual de capacitação e, de qualquer cenário de negócios.

Ou seja, nada mais é do que não deixar de aprender – mesmo fora de um ambiente académico – pois as nossas aprendizagens não terminam quando se alcança um diploma e não estão vinculadas a ele, exclusivamente. Logo, trata-se de um processo que é contínuo e ultrapassa as barreiras dos modelos tradicionais de aprendizagem.

É fundamental pensar que esse conceito está ligado a uma mudança de comportamento, por uma constante necessidade de desenvolver, evoluir e aprender mais sobre um ou vários assuntos. E, ao colocá-lo em prática, as oportunidades são inúmeras e tendem a aumentar no decorrer dos anos, quer no âmbito pessoal, quer no profissional, por recorrer a uma forma de aprendizagem flexível, diversa e disponível em diferentes tempos e lugares.

Foto de Kaleidico no Unsplash

Os pilares do Lifelong Learning

O ciclo do lifelong learning passa pela compreensão dos seus quatro pilares. Apenas assim, será possível aplicá-lo de forma mais consciente na nossa vida e nos negócios. Confira!

Aprender a conhecer

Este pilar possui uma ligação direta com a curiosidade de aprender e a criação de pensamentos analítico e crítico, na qual a pessoa retém os conteúdos e se apropria deles para os aplicar no seu dia-a-dia, com mais autonomia, criatividade e, por consequência, terá mais domínio sobre a sua atuação. Significa o prazer de compreender, construir e reconstruir o conhecimento.

Aprender a fazer

Esse modelo de aprendizagem diz respeito ao conhecimento que deve ser colocado em prática e, para isso é essencial a proatividade e a iniciativa. Além disso, é preciso ter inteligência emocional para tomar decisões assertivas e eficientes, assim como fortalecer as relações interpessoais e espírito colaborativo.

Aprender a conviver

O terceiro pilar refere-se a saber conviver com os outros e a ter empatia para criar vínculos sociais mais positivos e duradouros, gerindo conflitos, somando os conhecimentos e as experiências que vivenciamos ao longo da vida continuamente, em favor do crescimento coletivo para alcançar melhor performance e resultado.

Aprender a ser

Todas as pessoas têm o potencial de aprender, mas só com a autorresponsabilidade é possível manter essa filosofia de vida e o compromisso de sempre aprender e dividir o conhecimento. Por isso, o desenvolvimento pessoal também é um fator de relevância na busca por aprendizado, justamente para saber expressar-se, posicionar-se e sair de situações desafiadoras com discernimento.

Foto de Evangeline Shaw no Unsplash

Benefícios do Lifelong Learning

Para indivíduos e empresas a procura por conhecimento autónomo, de maneira contínua e estratégica, desenvolvendo senso crítico e considerando novas abordagens para o que aprende, traz benefícios para toda a vida, mudando a forma de ver e agir, gerando maior preparação para enfrentar e adaptar-se às mudanças do mundo globalizado e tecnológico, além de uma maior satisfação pessoal, maior retorno financeiro, dentre outros.

Uma coisa é certa: toda a aprendizagem gera valor. Por isso, adotar o conceito de lifelong learning faz com que os profissionais de todas as áreas se tornem mais atraentes para o mercado de trabalho, e empreendedores de todos os tipos e negócios sejam cada vez mais capazes de crescer e de se destacar, por meio da capacidade de desaprender e reaprender a aprender ao longo da vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

7 + 19 =