O que é employer branding e como aplicá-lo numa empresa

Imagem por www_slon_pics de Pixabay

Quando se fala em employer branding, estamos a referir-nos a uma estratégia de marketing. Essa estratégia é utilizada tanto no cenário interno, como no externo, de uma empresa.

Neste artigo vamos aprofundar como isso é feito. Mas antes, explicamos que o conceito de employer branding assenta, principalmente, na satisfação do empregado em trabalhar para a organização que aplica o método.

Algumas pequenas medidas, como oferecer um plano de saúde empresarial, por exemplo, podem aumentar a identificação do funcionário ou fazer com que um futuro candidato dê mais valor à oferta de emprego.

Sobretudo, esta estratégia tem sido muito utilizada em setores de RH para atrair talento para a empresa, garantir maior produtividade do empregado entre outros benefícios para a organização.

Por fim, se ficou interessado no assunto e quer aprofundar mais o tema, para aplicá-lo na sua empresa ou procurar emprego em empresas que ofereçam esse tipo de metodologia, este é o artigo certo para si. Boa leitura!

Afinal, o que é employer branding?

Já dissemos que esta metodologia é uma estratégia de marketing das empresas. No entanto, o que o employer branding significa na prática?

Para o entendimento fique mais claro, vamos trazer o termo para a nossa língua. Quando perguntar o que é employer branding, entenda que a expressão traduzida significa “marca do empregador”.

O employer branding, é assim, uma estratégia utilizada pelas organizações, para manter os funcionários e evitar problemas associados à rotatividade dos colaboradores. Simultaneamente contribui para a divulgação de uma imagem de marca da empresa atual, moderna e que valoriza os seus funcionários.

Por isso, podemos entender o employer branding como um atrativo para colaboradores de uma empresa e também para aqueles que se identificam com a marca e, por consequência, desejam conseguir uma vaga naquele lugar.

Por fim, se a empresa for bem-sucedida neste processo de branding profissional, consegue garantir equipas de trabalho com alta performance e fortemente motivadas.

Imagem de Tumisu do Pixabay

Qual a importância do employer branding

Em primeiro lugar, a importância do employer branding passa pelo fortalecimento da marca de uma organização.

Imagine o seguinte cenário: antes, sem a metodologia aplicada, o empregador além de ter dificuldades em encontrar candidatos para contratação, também tinha uma equipa desmotivada e que desenvolvia um trabalho com indiferença. Ao mesmo tempo, os trabalhadores mais qualificados eram facilmente atraídos para outras posições, muitas vezes na concorrência.

Por isso, o employer branding é uma estratégia que visa mudar esse cenário desfasado. A importância da estratégia passa por reforçar os pontos positivos da organização e as vantagens de trabalhar nela.

Além disso, conforme explicámos no tópico anterior, a maior vantagem desta prática é manter os funcionários satisfeitos. E, sobretudo, garantir que sua equipa seja formada por pessoas talentosas e motivadas para o dia-a-dia de trabalho.

Sendo assim, vamos entender como aplicar essa metodologia no ambiente de trabalho. Acompanhe no próximo tópico.

Principais estratégias de employer branding

Antes de mais nada, a primeira dica é: fique atento para não pressupor que basta realizar ações eventuais de interesse da sua equipa e que isso, por si só, trará os resultados que deseja.

Isso porque, para entender o que é o employer branding, é preciso entender as suas nuances e a forma de aplicá-lo, o que envolve um estudo minucioso sobre a marca e entendimento profundo sobre as reais necessidades da sua equipa e motivação.

Por isso, siga as etapas necessárias para implementar, de maneira bem-sucedida, esta estratégia, cada vez mais presente nas empresas modernas.

Imagem de Joseph Mucira do Pixabay

Planeamento

Inicialmente, todo o tipo de metodologia implantada numa empresa deve passar por uma etapa de planeamento. Com o employer branding isso não é diferente.

Por isso, analisar questões como o que é preciso entender e alcançar a necessidade do público que deseja uma vaga na sua empresa e também as preocupações dos seus funcionários, é essencial.

Sobretudo, entenda que para fortalecer a sua marca é extremamente necessário tornar a sua empresa um alvo para o tipo de pessoas que procuram uma vaga de emprego.

Assim, perceba que implementar esta metodologia requer um estudo detalhado sobre o seu público-alvo, neste caso profissionais com o perfil que deseja. 

Foco

Nesta etapa do processo considere principalmente aqueles setores da empresa que não geram resultados rápidos e satisfatórios.

Ao fazer e entender este cenário específico, a dica é ter atitudes, remuneração e capacitação diferenciadas para cada setor da sua empresa. Obviamente, alguns setores devem ser priorizados, em razão de possuírem uma função estratégica mais fundamental para a empresa: e, sobretudo, nestes setores que você deve dar mais atenção. 

O que é employer branding no critério experiência?

Esta etapa da metodologia comprova se a sua implementação está ou não a ser eficaz. Isso porque, quando o employer branding é implantado de forma bem-sucedida, o seu colaborador acaba por ser o maior consumidor e divulgador da sua marca.

Lembre-se que um funcionário que passa, fora do ambiente de trabalho, uma imagem positiva do seu empreendimento, pode atrair consumidores e pessoas interessadas em vagas na sua empresa. 

Para um potencial cliente isso é, muitas vezes, um critério de confiança na marca e fortemente valorizado no contexto do consumidor atual.

Imagem de Mohamed Hassan do Pixabay

Employment Value Proposition – EVP

Esta estratégia é fundamental para evitar a rotatividade dos seus empregados. Isso porque o Employment Value Proposition, ou proposta de valor do empregador, contribui com medidas que oferecem vantagens competitivas aos trabalhadores da sua empresa.

Por consequência, a sua empresa atrairá os melhores profissionais que estão disponíveis no mercado e preservará aqueles que já trabalham para a sua corporação. Isso também contribuir para poupar nas horas de formação inicial e evita erros resultantes da inexperiência.

Reconhecimento de colaboradores

Todos os funcionários gostam de ter o seu trabalho reconhecido. No entanto, este pequeno detalhe nem sempre é aplicado, seja por pequenas ou grandes organizações.

Por isso, investir em ações que possam motivar o seu empregado a produzir, colaborar e criar maior identificação com a sua marca é algo essencial quando se trata de employer branding.

Vamos propor uma experiência: imagine que você trabalha num call center. Geralmente, neste ambiente, a rotatividade de funcionários é enorme e também não é uma atividade bem vista por pessoas fora da profissão.

Com o employer branding aplicado neste caso, a metodologia pode contribuir para mudar este cenário. Pense em recompensas para funcionários que ultrapassaram metas mas também não pense em despedimento imediato para aqueles que não as estão a conseguir cumprir.

Proponha sempre uma solução que seja satisfatória não apenas para a empresa, mas também para a capacitação do funcionário que lá está.

Conclusão

Agora que já entende o que é employer branding, que tal avaliar se este é o incentivo que falta para a sua empresa crescer, atualizando-se e transmitindo uma imagem de confiança. Será esta a estratégia?

Como nota final, recomendamos que fique atento para os pontos citados e não tente pular etapas. Afinal de contas, estamos falar do fortalecimento da sua marca como um todo. Prepara-se, portanto, para ser uma empresa desejada e ainda mais competitiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

five × five =