Dia Mundial da Produtividade: “Promover a Saúde Mental no Ambiente de Trabalho é Crucial”

Na foto Carolina Ferreira, Psicóloga Clínica

O Dia Mundial da Produtividade, que se assinala a 20 de junho, é celebrado anualmente em várias partes do mundo para promover a importância da produtividade e discutir formas de melhorar o desempenho tanto dos trabalhadores quanto das empresas. A data tem como objetivo incentivar a reflexão sobre a eficiência e a qualidade do trabalho, além de buscar soluções para aumentar a produtividade de maneira sustentável.

Entre essas soluções está a saúde mental dos trabalhadores. Estudos recentes realizados pela Universidade de Oxford e pela Universidade Warwick apontam que um funcionário feliz é substancialmente mais produtivo. Ambos os estudos observam aumentos de produtividade acima dos 10% nos colaboradores que se sentem bem e apoiados no seu local de trabalho.

“As conclusões destes estudos apontam que a saúde mental dos trabalhadores está diretamente ligada à sua capacidade de lidar com o stress, manter o foco, tomar decisões assertivas, ser mais criativo e colaborar efetivamente com os colegas”, explica ao Empreendedor Carolina Ferreira, Psicóloga Clínica.

“O maior recurso de uma empresa são as pessoas e as suas capacidades. Os trabalhadores, para produzirem e obterem resultados dos seus esforços têm de estar bem, tanto física como mentalmente.”

Carolina Ferreira reconhece que já se iniciou um caminho e que as empresas estão hoje mais conscientes, especialmente com as novas políticas de ESG a serem implementadas de forma mais generalizada, mas ainda há muito para fazer nesta área, sobretudo quebrar o ciclo de estigma relacionado com a saúde mental.

Foto de Andreas Klassen em Unsplash

“As empresas, o trabalho, deixaram de representar apenas uma fonte de rendimento, são cada vez mais uma fonte de realização pessoal, de bem-estar e de felicidade. As pessoas não querem nem precisam apenas de salas com uma excelente decoração, mas existe também a necessidade basilar de serem ouvidas e compreendidas, querem cuidado e tempo”, acrescenta.

Colaboradores não cuidados pela sua empresa, têm um menor envolvimento com a organização e maior probabilidade de procurar uma alternativa que preencha as suas aspirações e necessidades. Uma cultura empresarial que coloca o capital humano no centro das decisões alcançará com mais facilidade uma força de trabalho motivada, feliz, produtiva e rentável.

“As empresas ainda não abordam de forma sólida a questão da saúde mental dos seus colaboradores”, sublinha Carolina Ferreira. A psicóloga clínica e formadora aponta 7 caminhos possíveis para as empresas ajudarem os seus colaboradores a produzir mais e melhor sem comprometer o seu bem-estar:

Fomentar uma cultura de apoio e criar um ambiente de trabalho saudável, são fundamentais. Benefícios e programas de bem-estar mental podem ajudar os funcionários a cuidar da sua saúde mental. Horários flexíveis e estímulos à comunicação e apoio mútuo são fatores de confiança e coesão. Também a capacitação dos líderes e gestores e a consciencialização sobre a importância do equilíbrio mental contribuem para eliminar o estigma sobre saúde mental e permitem identificar, a tempo, os sinais de problemas antes de afetarem as equipas e o funcionamento da organização.

Carolina Ferreira é Psicóloga Clínica, Master Coach e Formadora. Ela própria mulher com deficiência, encontrou na sua fragilidade o poder da superação. É Embaixadora da associação Acreditar que apoia crianças com cancro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor coloque o seu nome aqui

eleven + twenty =